Aprenda

Anatonomia do Framework Saboia

A estrutura proposta para a plataforma saboia.com é composta de quatro camadas:

Anatomia do Framework Saboia
Anatomia do Framework Saboia, mostrando as quatro camadas da aplicação

Camada Cliente

Organizada em artefatos, a camada cliente é escrita em html5, e funciona totalmente de forma assíncrona, isto é, nenhum conteúdo (dados) é incorporado à lógica durante o processo de "renderização" ou download da página. Todo acesso ao conteúdo (dados do sistema) é realizado pela camada cliente por um padrão de webservice chamado ORBTAL, desenvolvido pela Saboia.

Cada artefato representa uma aba (no browser) e oferece uma abordagem ferramental para o usuário. Graças ao acesso assíncrono dos dados, este componente aplicativo é extremamente leve e rápido e permite ao desenvolvedor utilizar-se de recursos normalmente só disponíveis em ambientes nativos, sejam estes móveis ou cliente-servidor (para computadores pessoais).

Camada de webservices

Os webservices são fornecidos em um modelo chamado ORBTAL (Object Request Broker, with Translation and Auto Linking). O modelo ORBTAL desenvolvido pela Saboia alia a robustez do SOAP à simplicidade e leveza do REST, os dois padrões de webservice predominantes. Na prática, o ORBTAL traduz a chamada realizada a um objeto do servidor para o cliente e vice-versa, sem a necessidade de nenhum recurso de mapeamento. Os webservices ORBTAL podem ser facilmente encapsulados em formato REST ou SOAP, para fins de integração com serviços externos.

Camada de objetos de negócios

Esta camada encapsulará a lógica de negócios e permitirá isolamento de processamento e/ou acesso entre diversos programas.

Camada de Dados

O modelo de dados deste ambiente é o Multibond. O Multibond foi desenvolvido pela Saboia para habilitar o desenvolvimento, no mesmo ambiente de dados, de soluções para problemas até então supridos por ofertas diferentes e incompatíveis entre si, como Bancos de Dados Relacionais, Orientados a Grafos, Bancos Textuais e repositório de documentos.

Desta forma, o Multibond pode ser usado para o desenvolvimento de aplicações como: Redes Sociais, Modelos Matemáticos, Sistemas Transacionais, Gestão de Documentos, Repositório de Imagens, Sistemas Analíticos, Sistemas de Busca, etc.

O Multibond é uma abstração que se coloca entre o sistema de armazenamento físico e a aplicação, tornando o acesso aos dados (Object, Property, Bond e Tie) extremamente otimizado e mais simples.